InícioContactosMapa do Site
Portal do Beneficiário
Pesq. Prestadores
  Gripe
 
Pesquisar
 
Serviços de Atendimento
a Beneficiários

707 210 210 ou 213 116 601
de 2.ª a 6.ª f.ª, das 09h00 às 18h00
Outros Contactos

---------------------------------

Serviços de Atendimento
a Utentes

SãVida 707 207 607
Outros Utentes (incl. CTT)
707 207 009 ou 213 116 603
de 2.ª a 6.ª f.ª, das 09h00 às 18h00

---------------------------------

Serviço Especial de Consultas e Enfermagem Domiciliárias

Vantagens em Próteses Auditivas – Protocolo entre PT ACS e GAES


 
 
 Início > Destaques PT ACS > Gripe

Gripe

As temperaturas quase tropicais fazem-nos pensar que ainda estamos no Verão, mas a verdade é que se aproxima o período da gripe e convém tomar precauções.

A Gripe ou Influenza é uma doença contagiosa, viral e febril, geralmente benigna e autolimitada mas podem ocorrer complicações em pessoas com doenças crónicas, imunocomprometidas ou com mais de 65 anos de idade.

A Gripe é caracterizada pelo início súbito de febre alta (acima dos 38ºC), rouquidão, tosse seca, dor de garganta, dor de cabeça, fortes dores no corpo, fadiga, calafrios, congestão e secreção nasal. Normalmente tem a duração de 1 semana. Podem também aparecer queixas gastrointestinais como diarreia, enjoo e ou vómitos.

A febre é o sintoma mais visível durante 3 dias e os restantes podem prolongar-se por mais 3 a 4 dias. O período entre o contágio e o aparecimento das queixas (período de incubação) é de 1 a 4 dias.

Na maioria dos casos de gripe o tratamento é sintomático, ou seja, apenas se tratam as queixas.

A terapêutica antiviral com oseltamivir (Tamiflu®) está reservado para casos especiais, por indicação médica.

Os surtos de gripe são mais frequentes no inverno.
Ao contrário do que se pensa não é por causa do tempo frio e sim devido aos ambientes ficarem fechados e as pessoas mais próximas, o que facilita a disseminação do vírus.


A maior atividade gripal ocorre habitualmente entre os meses de dezembro e fevereiro mas pode haver variações.

Qualquer pessoa pode contrair gripe e esta possibilidade repete-se todos os anos uma vez que a imunidade provocada pela vacina ou por ter tido a doença não é duradoura, pois os vírus da gripe têm a capacidade de se inovar através de mutações.

Qualquer pessoa pode contrair gripe e esta possibilidade repete-se todos os anos uma vez que a imunidade provocada pela vacina ou por ter tido a doença não é duradoura, pois os vírus da gripe têm a capacidade de se inovar através de mutações.

A vacinação é a forma mais eficaz de prevenir a doença, reduzir a sua transmissão e prevenir as complicações, sendo necessário repeti-la anualmente pelas razões expostas anteriormente.

Todos os anos é produzida uma nova vacina para proteger das estirpes virais que vão estar em circulação nesse Inverno.

VACINA - preparação biológica que fornece imunidade adquirida ativa para uma doença particular. Uma vacina tipicamente contém um agente que se assemelha ao microrganismo causador da doença e é muitas vezes feito de formas enfraquecidas ou mortas do micróbio, das suas toxinas ou de uma das suas proteínas de superfície. O agente estimula o sistema imunológico do corpo para reconhecê-lo como uma ameaça, destruí-lo e a manter um registo dele para que o sistema imunológico possa mais facilmente reconhecer e destruir qualquer um desses microrganismos que mais tarde encontre.

Os vírus influenza A e B são os responsáveis por epidemias sazonais. Os vírus de Influenza A são classificados em subtipos, H1N1 e H3N2 e circulam em humanos. Outros subtipos de Influenza A, presentes em diversas espécies, (aves, suínos) podem também infetar os humanos, causando doença grave.

Os vírus são transmitidos facilmente por partículas aéreas produzidas por pessoas infectadas ao tossir ou espirrar.

Para prevenir estas situações é essencial a higiene frequente das mãos, a “etiqueta respiratória “ (tossir ou espirar para o antebraço ou lenço), e distanciamento social e/ou permanência no domicílio, no caso de estar infetado ou de suspeita de infeção.

Em doentes com co-morbilidades como, doença pulmonar obstrutiva, asma, cardiopatias, diabetes, trissomia 21, imunodeprimidos sob quimioterapia, doença renal crónica e gravidez, as complicações são mais frequentes e podem evoluir para pneumonias bacterianas.

Co morbilidade – Doença ou transtorno, presente ao mesmo tempo que a doença ou transtorno principal de um paciente.

A DGS já divulgou a Orientação n.º018/2017 sobre a Vacinação contra a Gripe da Época 2017/2018.

A vacina é gratuita no Serviço Nacional de Saúde para pessoas a partir dos 65 anos e para os grupos considerados de risco.

A vacina deve ser feita preferencialmente antes do período de surto. Se pertence a algum grupo de risco ou alguém da sua família, tome a decisão certa:

 

Vacine-se! Consulte o seu médico!

GRUPOS DE RISCO - Profissionais de saúde e familiares, portadores de doenças crónicas, imunodeprimidos, doentes com obesidade mórbida, doentes institucionalizados em Lares ou comunidades.